quinta-feira , 29 fevereiro 2024
Lar Internacional Corpos de ocupantes de helicóptero são encontrados junto aos destroços
Internacional

Corpos de ocupantes de helicóptero são encontrados junto aos destroços

Os corpos dos quatro ocupantes do helicóptero que desapareceu há 12 dias em São Paulo foram encontrados junto à aeronave. A Polícia Militar (PM) encontrou os destroços em uma mata fechada no município de Paraibuna, no Vale do Paraíba. O aparelho foi localizado pelo Águia 24, da PM. Equipes de resgate estão no local.

O helicóptero saiu do Campo de Marte por volta das 13h15 do dia 31 de dezembro, com destino a Ilhabela, com o piloto e três passageiros. De acordo com as informações, além do piloto estavam no helicóptero Luciana Rodzewics, de 45 anos; a filha dela, Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, de 20 anos; e Rafael Torres, um amigo da família que fez o convite para o passeio.

As buscas estavam sendo feitas pela Força Aérea Brasileira, Polícia Militar, Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros de São Paulo. Durante as buscas, as equipes sobrevoaram a região da Serra do Mar, entre o litoral norte e o Vale do Paraíba, principalmente sobre as cidades de Paraibuna, Natividade da Serra, Redenção da Serra, Salesópolis e Caraguatatuba.

Quem eram as vítimas da queda do helicóptero?

Uma das vítimas era Luciana Rodzewics, de 46 anos. Ela ia viaajar para Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, no dia 31 de dezembro, para passar o Réveillon.

A filha dela, Letícia Rodzewics Sakumoto, de 20 anos, era outra passageira. A jovem gravou o tempo nublado e enviou ao namorado, relatando as dificuldades do voo. Ela relatou o mau tempo e disse que haviam pousado, mas não sabia onde estavam, dizendo que iriam retornar a São Paulo.

O terceiro passageiro era Rafael Torres, amigo da família há mais de 20 anos. Rafael teria convidado Luciana e Letícia para ir para Ilhabela virar o ano. De acordo com a CNN, Raphael é empresário do ramo de medicamentos, e devido à profissão, tinha costume de se deslocar em voos. Ele é pai de dois meninos, um de 17 e outro de 6 anos.

A quarta vítima é o piloto Cassiano Tete Teodoro, de 44 anos. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) diz que o piloto já foi investigado por voos irregulares e teve sua licença cassada por dois anos (de 2021 a 2023). Cassiano foi cassado em decorrência, entre outros motivos, de evasão de fiscalização, fraudes em planos de voos e práticas envolvendo transporte aéreo clandestino.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Categorias

Artigos relacionados

Lula faz comparação mentirosa e acusações absurdas, diz Rafaela Treistman

No Papo Antagonista desta terça-feira, 27, Felipe Moura Brasil e Carlos Graieb...

Helicóptero cai em área residencial da cidade colombiana de Medellín

Um helicóptero caiu nesta segunda-feira (26) em uma área residencial do bairro...

Israel encontra túnel de 10 km que liga norte ao sul da Faixa de Gaza

O Exército israelense divulgou uma série de imagens editadas nesta segunda-feira (26)...

Lula vê Israel escalando crise e decide não se desculpar por fala

O presidente Lula decidiu que não fará, pelo menos por ora, qualquer novo discurso...