Empresa que empregou Moro recebeu R$ 42,5 milhões de empresas alvos da “lava jato”

 Empresa que empregou Moro recebeu R$ 42,5 milhões de empresas alvos da “lava jato”

A Alvarez & Marsal, consultoria onde trabalhou o ex-juiz  Sergio Moro, após ele deixar o governo Bolsonaro, disse ao Tribunal de Contas da União (TCU) que 75% de todos os honorários que recebe no Brasil são provenientes de empresas investigadas pela “lava jato.

Segundo reportagem da revista Veja, a Alvarez & Marsal recebeu R$ 42,5 milhões de empresas investigadas pela Lava Jato. Os dados estavam em segredo até esta sexta-feira(21), mas o ministro Bruno Dantas,  do TCU, retirou o sigilo.

Segundo dados do TCU, a  Alvarez & Marsal recebeu  R$ 1 milhão por mês da Odebrecht e da Atvos (antiga Odebrecht Agroindustrial); R$ 150 mil da Galvão Engenharia; R$ 115 mil do Estaleiro Enseada (que tem como sócias Odebrecht, OAS e UTC); e R$ 97 mil da OAS.

O tribunal recebeu esses dados no âmbito da investigação da atuação de Moro.

Ainda segundo e ‘Veja’, a Alvarez & Marsal não quer informar ao TCU quanto pagou a Moro no período em que ele trabalhou lá. A empresa teria dito que não considera o TCU o órgão competente para investigar uma relação privada.

+ Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *