quarta-feira , 21 fevereiro 2024
Lar Cidade Expansão do Sistema Adutor ao Guajiru marca novo avanço no abastecimento de água de São Gonçalo do Amarante
Cidade

Expansão do Sistema Adutor ao Guajiru marca novo avanço no abastecimento de água de São Gonçalo do Amarante

Considerada uma das principais estruturas do município, o Sistema Adutor Maxaranguape – São Gonçalo do Amarante representa uma conquista significativa para a cidade. Com uma extensão superior a 40km, a grandiosa obra percorre os municípios de Maxaranguape, Ceará Mirim, Extremoz e Natal antes de chegar a SGA. Essa infraestrutura de grande porte foi projetada para atender uma população superior a 300 mil habitantes.

Fundamentado na captação de água bruta do Rio Maxaranguape, situado em Ceará Mirim, o sistema tem vivenciado um crescimento contínuo desde sua inauguração em 2020. Desde o início de sua operação, o equipamento tem fornecido água para as localidades de Golandim e Jardins. Mais recentemente, no início de 2023, ampliou seu alcance para abranger a Zona Rural de São Gonçalo do Amarante.

A expansão do fornecimento continua a avançar: em setembro do mesmo ano, a adutora começou a atender, ainda em fase de testes, áreas como Regomoleiro, Amarante, Novo Santo Antônio e Santo Antônio. No início 2024, o sistema passou a atender plenamente o bairro Guajiru. “A interligação foi necessária para tornar o abastecimento contínuo, evitando falta. Os poços já não supriam a demanda crescente da região”, enfatizou o diretor presidente do SAAE/SGA, Iwry Nascimento.

Situado em uma região em expansão dentro da cidade, o bairro Guajiru tem sido objeto de considerável crescimento populacional. Anteriormente abastecido pelos poços locais, esse modelo mostrou-se insuficiente para suprir as necessidades dessa comunidade em rápido desenvolvimento. A recente inclusão do Guajiru no Sistema Adutor Maxaranguape – São Gonçalo do Amarante representa um avanço significativo para o fornecimento de água na região.

 

“A água proveniente da adutora atende aos padrões de qualidade estabelecidos pelo Ministério da Saúde em relação ao controle e vigilância da qualidade da água, seguindo a portaria nº 888/2021. Estamos comprometidos em garantir um abastecimento estável e com água de qualidade para a comunidade do Guajiru”, garante o diretor presidente da Autarquia.

O equipamento custou mais de R$ 91 milhões ao governo federal e ao município. É necessário que a operação siga avançando para que, desta forma, ele sirva à população de forma plena. O esperado é que, em um futuro não tão distante, a adutora passe a atender toda a cidade de São Gonçalo do Amarante.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Categorias

Artigos relacionados

Em um mês, legumes ficaram 25,84% mais caros em Natal

O ano de 2024 começou um pouco mais salgado para os consumidores...

Dois alertas preveem chuvas intensas no RN até a manhã desta quarta

Dois alertas estão vigentes para cidades em todas as regiões do Rio...

MEI 2024: reajuste começa a valer nesta terça-feira, 20

A partir desta terça-feira 20, entra em vigor o novo valor de...

Eraldo Paiva: “Chegada da Zurich significa uma operação eficiente, moderna e mais desenvolvimento para São Gonçalo”

O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Eraldo Paiva, participou ontem (19)...