quarta-feira , 21 fevereiro 2024
Lar Internacional Maconha deixa de ser doping para o UFC; entenda
Internacional

Maconha deixa de ser doping para o UFC; entenda

O último dia 31 de dezembro de 2023 marcou o início da nova Política Antidoping do UFC. A atualização conta com algumas mudanças, em comparação com as normas estabelecidas anteriormente pela USADA (agência antidoping dos EUA), antiga parceria da organização.

A principal notícia do comunicado oficial é a retirada da maconha (cannabis sativa) das substâncias tidas como proibidas.

Sem impacto na performance

O argumento utilizado para a alteração é de que não existem comprovações científicas de que a maconha traga resultados no aumento do desempenho ou para mascarar as chamadas PED’s (drogas de aumento de performance).

Outras modalidades também estudam seguir a atitude tomada pelo Ultimate Fighting Championship.

 

“O objetivo do UFC é ser o melhor, mais eficaz e mais progressivo programa antidoping em todos os esportes profissionais. O UFC está orgulhoso dos avanços que fizemos nos últimos oito anos”, contou Hunter Campbell, diretor de negócios da organização.

Nova legislação

Com a nova política, a coleta dos exames será feita pela Drug Free Sport International (DFSI), ou por uma de suas filiadas contratadas, e não mais pela USADA.

As análises estão sob responsabilidade do Laboratório de Testes de Medicina Esportiva e Pesquisa (SMRTL), credenciado pela Agência Mundial Antidoping (WADA).

Por fim, a Combat Sports Anti-Doping (CSAD) passa a ser a nova administradora do programa antidoping, também sendo responsável pelas punições.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Categorias

Artigos relacionados

Lula vê Israel escalando crise e decide não se desculpar por fala

O presidente Lula decidiu que não fará, pelo menos por ora, qualquer novo discurso...

O “Lobo Polar” da Sibéria. A prisão onde morreu Navalny

“Lobo Polar”. É assim que é conhecida a prisão na Sibéria onde...

Juiz ordena que Trump e suas empresas paguem R$ 1,7 bilhão em caso de fraude civil

O juiz Arthur Engoron ordenou que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald...