Lar Política Assembleia aprova cidadania potiguar para ex-presidente Bolsonaro
Política

Assembleia aprova cidadania potiguar para ex-presidente Bolsonaro

A Assembleia Legislativa aprovou a concessão de 49 títulos de cidadania potiguar, dentre os quais o título honorifico ao ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, proposto em 2019 pelo deputado estadual Coronel Azevedo. Embora a votação fosse secreta, dentre os 20 parlamentares presentes, 18 votaram a favor e dois contra, segundo o painel de votação divulgado no site da Casa. Ausentes da sessão extraordinária quatro deputados – Dr. Kerginaldo, Dr. Bernardo (PSDB), Francisco do PT e Ivanilson Oliveira (União Brasil).

O deputado Coronel Azevedo destacou na sua propositura, que o então presidente Jair Bolsonaro, que é paulista de Campinas (SP), assinou decreto reconhecendo a Indústria Salineira como de interesse social, beneficiando o Rio Grande do Norte nessa atividade econômica em Macau, Mossoró, Grossos, Pendencias, Areia Branca, Guamaré e Galinhos.

“O Governo Bolsonaro também garantiu o aporte de US$ 668 milhões (cerca de R$ 2,6 bilhões) por parte da Petrobras no estado. De acordo com presidente da estatal, apenas na parte de investimentos, o RN receberá US$ 198 milhões (R$ 792 milhões)”, informava, à época, o Coronel Azevedo.

De proposição de Azevedo, a Casa ainda aprovou título de cidadania norte-rio-grandense para o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), nascido no Rio de Janeiro e para o deputado federal General Girão (PL) e para o ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rego.

Outros nomes que também receberão títulos de cidadão do Rio Grande do Norte, como o sanfoneiro cearense Waldonys, proposição do deputado estadual Hermano Morais (PV), bem como dom Francisco Sales Alencar Batista, nascido em Araripina (PE), proposição da deputada estadual Isolda Dantas (PT); dom Mariano Manzana, nascido em Mori, na Itália, proposto pelo deputado estadual Neilton Diógenes (PP) e ainda para dom João Santos Cardoso, proposta do presidente da Assembleia, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB).

O deputado estadual George Soares propôs e a Casa também aprovou o título de cidadania para o diretor-geral do Idema, nascido no Rio, Werner Farkatt Tabosa.

Da mesma forma aprovou título para a ministra da Saúde, Nísia Trindade Lima, proposição dos deputados Francisco do PT, Divaneide Basílio e Isolda Dantas, também do PT.

O mineiro Paulo Vasconcelos de Paula receberá título proposto pelo deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB).

Tribuna do Norte

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Categorias

Artigos relacionados

Parnamirim (RN): Nilda na dianteira com 21% contra 16% de Salatiel; indecisos somam 51%

A mais nova pesquisa do Instituto Consult/TV Ponta Negra em Parnamirim (RN),...

VÍDEO; Ex-Prefeito de Ielmo Marinho, Germano Patriota, faz declarações polêmicas nas redes sociais

Em um vídeo divulgado em suas redes sociais, Germano Patriota, ex-prefeito de...

Prefeita Jussara Sales lidera pesquisas e ganha força em Extremoz

A oposição de Extremoz tem se empenhado em ataques frequentes contra a...

Rogério quer Terezinha longe de Jaime em São Gonçalo do Amarante

A deputada Terezinha Maia (PL) continua insistindo em indicar o vice na...